Sobre o feminismo

Antes de tudo deve-se esclarecer o que é o movimento feminista. O movimento feminista NÃO é o contrário do machismo. O machismo não é um movimento. É uma cultura. Somos condicionados a pensar na imagem do homem como líder, viril e forte. O machismo prega a superioridade do homem sobre as mulheres, nos colocando como seres submissos e que “servem apenas para atender seus pedidos e desejos”. Enquanto isso, o feminismo prega que homens e mulheres devem ter direitos iguais.
Por ser um movimento que vai contra as opiniões que já vem prontas para consumirmos, o feminismo encontra vários obstáculos pelo caminho.
Há mulheres que não entendem o movimento e pensam que feministas odeiam os homens. Mas nós não odiamos homens (pelo contrário). Nós só aprendemos que eles não são nossa prioridade, nossa prioridade somos nós mesmas. Primeiro praticamos amor próprio para depois praticar amor a outras pessoas, aos homens.
Há aqueles que pensam que feminismo não passa de “mimimi”. Que somos mulheres reclamando sem motivo. Mas estamos reclamando por sermos tão inescrupulosamente assediadas, violentadas, desrespeitadas, agredidas e assassinadas, e a sociedade continuar a achar que isto é algo normal. Porque não é normal.
Nós mulheres feministas compreendemos que a felicidade não está condicionada APENAS a um bom casamento, filhos e um lar bem estruturado. Aprendemos a encontrar a felicidade onde queremos. Eu posso ser uma mulher livre para fazer o quiser da minha vida. Posso sim querer ter uma linda família, mas também posso ser uma workaholic que vive em função do trabalho, assim como posso ser uma viajante sem lugar fixo. Essa é a beleza do feminismo, deixar as mulheres livres para que elas tenham poder sobre sua própria vida.
Porque mulher pode. Mulher pode sim. Se tem uma coisa que mulher pode, é poder.

Anúncios