Porque existe o feminismo negro

O feminismo negro não é contrário ao feminismo. Ele é apenas um recorte, uma parte que se faz muito necessária para nós mulheres negras.
Para entender a importância do feminismo negro, precisamos entender um pouco sobre a erotização e objetificação da mulher negra. E para entender essas coisas temos que voltar um pouco na história e perceber como a escravidão influenciou a realidade das mulheres negras atualmente.
Que as formas e aparências de pessoas brancas e negras é diferente, isso todos sabem. E se torna ainda mais nítido ao se fazer comparações entre mulheres. As negras são mais voluptuosas, possuem mais curvas, o corpo mais avantajado, bumbum grande, pernas grossas… Esses traços faziam com que as negras despertassem o interesse dos homens brancos na época da escravidão. Como essas mulheres eram escravas, tinham de se submeter a todo tipo de ordem de seus senhores, elas sofriam assédios e estupros sem poderem se opor ou se defender, pois eles eram seus donos.
Quando a escravidão foi abolida, não houve nenhum projeto reparador para os negros livres, tanto que alguns permaneceram trabalhando nas fazendas. Para as escravas livres que não tinham desejo de continuar nas fazendas, existiam, basicamente, duas profissões: empregada doméstica e prostituta.
Além de toda a realidade da escravidão, onde brancos se colocavam como superiores aos negros, os explorando de todas as formas possíveis, as negras tiveram que continuar se submetendo aos brancos com as oportunidades de emprego que elas tinham.
Quando empregadas domésticas, tinham de se submeter às vontades das sinhás que não haviam entendido ainda que a escravidão havia acabado. Os ricos brancos continuavam se sentindo superiores aos negros e mesmo que pagassem salário, pensavam que podiam explorar deles como antes o faziam.
Quando prostitutas, eram mulheres usadas como objetos sexuais e tinham de se submeter a todo tipo de desejo sujo dos homens brancos.
Infelizmente, essas ideias perduram intrínsecas até hoje. A imagem de negras está geralmente atrelada a estas duas profissões. E mesmo que de forma inconsciente, homens ainda atrelam a imagem das negras a símbolos sexuais. Exemplo disso são expressões como “cor do pecado”. Por que minha cor seria um pecado? Ou o fato da Globeleza (grande símbolo do nosso carnaval) ser sempre uma mulher morena, sambando nua e sendo transmitida em horário livre na nossa TV aberta, pra que nossas crianças compreendam desde cedo que o corpo de uma mulher negra, deve sim, ser sexualizado.
Na nossa sociedade machista, as mulheres são inferiores aos homes. Mas na nossa sociedade racista e machista, mulheres negras são inferiores aos homens e às mulheres brancas.
A luta das feministas de modo geral, é por uma igualdade de gênero. As feministas negras lutam pra que haja uma igualdade racial dentro do gênero feminino, para que assim, possamos lutar por uma igualdade de gênero.

Anúncios

Melhores comédias pra assistir no feriadão

“Pega a metralhadora e trá trá trá trá, as que comandam vão no trá trá trá”

Chegou carnaval. Animação. Bloco. Festa. Urruuul!

Mas se você está mais a fim de ficar em casa esse feriadão vendo filmes não precisa ficar na bad, não é mesmo? Por isso fiz uma lista com as melhores comédias pra assistir nesse feriadão e se divertir tanto quanto quem tá nas ruas pulando carnaval.

1. American Pie (todos)

American Reunion

Lembro perfeitamente quando os filmes da franquia passavam na tv e eu não podia assistir porque era muito nova. Eu ficava super chateada. Então foi só eu ficar mais velha um pouquinho que fiz uma maratona de American Pie. Eu ri feito uma hiena solitária por horas e horas kkkk’

A franquia American Pie é composta por oito filmes hilários. Dá pra você assistir todos durante o feriado e ainda sobra tempo pros outros da lista! O primeiro filme foi lançado em 1999 e o mais recente em 2012, e não há nenhuma informação sobre um próximo filme. Que pena, né?! Podiam ter mais spin-off’s. Eu não reclamaria! Kkk’

2. Os 6 Ridículos (2015)

Como o próprio nome sugere, Os 6 Ridículos conta a história de 6 irmãos bem ridículos mesmo. Eles não se conheciam mas acabam se unindo para salvarem a vida do pai.

Você entende o nível do filme quando percebe que o Adam Sandler interpreta o mais sério dos personagens. O filme promete muita risada e cumpre isso muito bem. Ele satiriza os filmes de faroeste misturando cenas de ação e tiroteio no meio de todas aquelas piadas.

3. Kingsman (2015)

Um jovem problemático conhece um amigo do seu pai e este lhe apresenta a uma agência de espionagem. E aí começa todo o desenrolar da história. Satirizando filmes sobre espionagem como 007, Kigsman ficou como uma das maiores bilheterias de 2015. E não é pra menos. O filme tem cenas de ação, gadgets insanos e uma história inteligente. O humor vem na medida certa. E em momento algum é apelativo.

O filme termina e você já começa a imginar uma continuação ou como seria você brincando com um dos gadgets do filme kkkk’

4. Pixels (2015)

As críticas não foram muito gentis com Pixels. A história é bem viajada mesmo. Alienígenas que atacam a Terra usando como arma persongens de jogos que fizeram sucesso nos anos 70? Oi?

A história não é a melhor parte do filme, mas ele é bem engraçado, e as cenas de ação são bem interessantes. Afinal, não é sempre que vemos humanos lutando com pixels, né?

Adam Sandler, Kevin James e Peter Dinklage são um elenco de peso também. Não dá simplesmente ignorar esse filme sem assistir pelo menos uma vez.

5. Eurotrip (2004)

O filme conta a história de Scott que viaja até a Europa com seus amigos para encontrar uma garota que ele conheceu pela internet. Amigos, viagem, Europa. Esse pacote só pode trazer muitas loucuras, né?! E é isso mesmo!

Eles se metem em muitas confusões até encontrar a garota. E o quando o encontro acontece… Bom, assistam! Só posso adiantar que acontece a cena mais engraçada do filme inteiro!


(Não achei nenhum trailer legendado ou dublado, mas até que dá pra entender.)

Amo todos esse filmes e posso citar mais alguns como: Virgem em Apuros, Se Beber Não Case, Minha mãe é uma Peça, Superbad, Muita Calma Nessa Hora e muitos outros. O que não falta é filme pra fazer a gente rir e não cair na bad. Afinal, é Carnaval!!!

Beijos e muitas risadas!